quarta-feira, 28 de março de 2012

O Gato Rupertal ...

Esta história de Celso Sisto reune dois elementos que eu adoro: gato e poesia. O texto é leve, poético e ao mesmo tempo encantador. Literatura de alta qualidade, com belíssimas ilustrações de Martina Schreiner. Os alunos gostaram muito, se identificaram com o menino, viram em Rupertal seus próprios gatos. Uma maravilha! Melhor ainda é cantar com miados! Poesia pura! Melhor ainda pegar, acariciar e brincar com o próprio gato. Parece que a história salta a nossos olhos.
A história inicia assim:
"Era um gato. Gato mexeriqueiro.Gato fuçadeiro. Arteiro! Gato de quintal. O gato Rupertal.
 Punha o nariz em tudo que podia.Procurava coisas no vento. Era um
Gato fungante-sentimental."

Quer conferir o resto da história, procure nas Bibliotecas ou nas livrarias!
 

3 comentários:

  1. Milene! Seu trabalho é demais! Principalmente porque é feito com talento, conhecimento, paixão! Como são privilegiadas essas suas crianças! Obrigado por se colocar inteira no que faz. É admirável! Meu carinho, meu total apoio! Nosso gato Rupertal deve estar feliz da vida no país da Fantasia, onde ele mora, na dobra do tempo...

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Celso Sisto!!! Teu talento como escritor é que me deixa cada vez mais feliz em minhas leituras. É fácil contar as histórias que escreve, já que todas me encantam.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. yasmin vitoria deider de almeida3 de abril de 2012 07:49

    profesora:milenhe eu cou a yasmin vitoria seider de almeida 5ano tarde profesora sandra maria jacinto de araujo
    eu gosti desta historia

    ResponderExcluir